Cartilha de Orientação Para o Portador de Diabetes São Paulo, São Paulo

Esta cartilha tem o objetivo de fornecer orientações para que você conviva melhor com o seu diabetes. E através deste conhecimento, possa assumir o controle de sua doença, conhecer as condições que provocam a elevação ou diminuição da glicose e como evitar suas complicações. Aprenda mais abaixo.

Sidney Zanasi Junior
(11) 2221-0408
Av. Gen. Ataliba Leonel 93
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Silvio Frizzo Ognibene
55 11 30854784
AV. REBOUÇAS353 CJ. 61/62
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Dimas Andre Milcheski
(55) 5574-0624
Rua Borges Lagoa 1080 - Cj 1408
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Roberto Stefanelli
(11) 2295-6244
Cantagalo 692 - Cj. 1012
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Nelio Watanabe Aguilera
(11) 2589-3333
R. Barata Ribeiro 490 - Cj 105
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Milton E.F.L. Rocha
(11) 3082-8840
Rua Teodoro Sampaio 352 (Cj.32) Pinheiros
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Julio Cezar Viola
Rua Capitao MOR ROQUE BARRETO - 47
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Luiz Carlos Manganello de Souza
(11) 3288-7168
Itapeva 500 - 1º And.
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Luciana Leonel Pepino
(11) 3285-6412
Rua Itapeva 202 - Conj. 126 À 129
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Garabet Karabachian Neto
(11) 3885-1534
Alameda Joaquim Eugenio de Lima 1387
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Cartilha de Orientação Para o Portador de Diabetes

INTRODUÇÃO

Esta cartilha tem o objetivo de fornecer orientações para que você conviva melhor com o seu diabetes. E através deste conhecimento, possa assumir o controle de sua doença, conhecer as condições que provocam a elevação ou diminuição da glicose e como evitar suas complicações.

O QUE É DIABETES?

É uma doença de causas variadas, devido a falta total ou parcial de insulina (hormônio produzido no pâncreas). e/ou incapacidade da insulina de exercer suas ações. Como conseqüência as células não aproveitam adequadamente a glicose no sangue, provocando sua elevação.

COMO SE DESCOBRE O DIABETES?

- Através do exame de sangue (dosagem da glicose em jejum); normal: até 110 mg/dl

- Através do exame de urina (presença de glicose na urina); normal: negativo

EXISTEM DOIS TIPOS DE DIABETES MELLITUS:

DIABETES DO TIPO 1 - INSULINODEPENDENTE (DMID):

Ocorre com mais freqüência em jovens, devido ao pâncreas produzir pouco ou não produzir insulina. Por isso, é necessário aplicar insulina através de injeção para suprir essa carência.

DIABETES DO TIPO 2 - NÃO INSULINODEPENDENTE (DMNID):

Decorre de uma produção insuficiente de insulina ou de seu funcionamento inadequado no corpo. Atinge com mais freqüência:

- Os adultos
- Pessoas com antecedentes familiares de diabetes
- Pessoas com excesso de peso

Complicações mais comuns:

1- SE O AÇÚCAR NO SANGUE ESTIVER ALTO: (HIPERGLICEMIA) VOCÊ PODERÁ SENTIR:

- Volume urinário excessivo
- Cansaço dor abdominal
- Respiração acelerada
- Vômitos
- Sede

Causas:

- Dose insuficiente da medicação
- Infecção
- Abusos alimentares
- Estresse

O que fazer:

Não deixe de tomar ou aumente a dosagem do medicamento sem consultar seu médico caso não tenha orientação para isso.

Tomar bebidas sem açúcar em abundância para evitar a desidratação.

Se não puder comer por causa de vômitos, beba líquidos que contenham açúcar para evitar que o açúcar no sangue abaixe demais.

Se possível verifique o nível de açúcar no sangue cada 4 horas.

Consulte o médico se o os níveis de açúcar mantiverem acima de 240 mg/dl.

2- SE O AÇÚCAR NO SANGUE ESTIVER BAIXO: ( HIPOGLICEMIA) VOCÊ PODERÁ SENTIR:

- Tremor
- Tontura
- Irritabilidade
- Fome
- Sonolência
- Sudorese
- Desmaios
- Confusão mental
- Batimentos cardíacos acelerados

Causas:

- Durante ou depois da prática de exercícios físicos
- Se você não comer o suficiente
- Se você tomar medicamento em excesso

O que fazer:

Tome 1 copo de suco de fruta ou de refrigerante imediatamente.

Se estiver inconciente, deve procurar serviços médicos imediatamente. Pode-se molhar o dedo com mel e esfregar na parte interna da bochecha.

Informar o acontecimento ao médico para determinar se há necessidade de ajuste da medicação.

DIABETES: COMO CUIDAR?

Os 4 pontos principais do tratamento são:

1- Alimentação balenceada
2- Atividade física
3- Monitorização
4- Medicação

ALIMENTAÇÃO BALANCEADA = DIETA

Os alimentos nos dão a energia que necessitamos para viver. Nosso organismo converte a maior parte dos alimentos que comemos em um tipo de açúcar que se chama glicose, da qual as células necessitam.

A insulina ajuda as células a conseguir o açúcar necessário na produção de energia. Também evita que o açúcar se acumule no sangue. Mas, se você tem diabetes, a insulina não funciona como deveria ou talvez nem seja produzida. Mesmo assim, uma dieta saudável pode ajudar seu organismo a manter o nível de açúcar no sangue em equilíbrio: nem muito alto, nem baixo.

Planeje sua alimentação:

O Nutricionista será o profissional mais indicado para ajudá-lo a planejar sua alimentação levando em conta:

- Seu peso e altura
- Sua atividade física
- Seu nível de açúcar no sangue
- Os alimentos que você gosta

Alimentos como pães, vegetais, frutas e doces alteram o nível de açúcar no sangue de diferentes maneiras. É preciso escolher alimentos que ajudem a controlar o nível de açúcar no sangue. O nutricionista vai orientar você nessa escolha.

Alimentação saudável para o diabético:

- Frutas e vegetais frescos
- Pão e cereais integrais
- Feijão e legumes
- Arroz integral, cevada e aveia
- Alimentos com pouca gordura e sal

Evite:

- Carne com gordura
- Leite integral
- Queijo gorduroso
- Fritura
- Fast-food
- Bebidas alcoólicas

Quem toma insulina ou comprimidos para diabetes, precisa ter cuidado com bebida alcoólica pois, o seu uso pode fazer baixar demais o nível de açúcar no sangue. Não deixe de tomar seu medicamento para beber. No caso de cerveja, você pode consumir a que não contém álcool. Em caso de dúvida, consulte o seu nutricionista.

Cuidados quando for comer fora de casa:

Carregue refrigerantes dietéticos com você se achar que estes não serão servidos

Saiba com antecedência o que será servido. É o caso até de levar algo de acordo com o seu plano alimentar.

Nos restaurantes, ao invés de frituras, peça alimentos assados ou grelhados. Prefira saladas e tempere-as você mesmo. Peça tempero separado. Sempre leve um lanche com você em caso de seus planos terem sido mudados na hora de comer

Procure controlar:

- A hora de suas refeições
- Os alimentos que come
- A sua quantidade
- Fazer exercícios com regularidade
- Tomar os medicamentos necessários

EXERCÍCIOS FÍSICOS:

Fazer exercícios aumenta a sensibilidade do corpo à insulina e, portanto tendem a diminuir a glicose no sangue contribuindo no controle do diabetes. Exercícios regulares e programados são melhores porque impactos intensos, podem trazer problemas para o controle da glicose no sangue(Hipoglicemia).

OS EXERCÍCIOS AJUDAM A:

- Baixar o nível de açúcar no sangue
- Evitar as enfermidades do coração
- Controlar a pressão arterial
- Sentir-se melhor e ter melhor aparência reduzir a tensão (estresse)
- Diminuir os níveis de gordura no sangue
- Diminuem a necessidades de insulina ou comprimidos
- Controlar o peso

Exercícios indicados:

- Caminhar
- Andar de bicicleta
- Nadar
- Dançar
- Cuidados necessários:

Fale com seu médico antes de começar a fazer para saber qual o mais adequado para você

Leve sempre uma identificação médica, pois em caso de emergência, as pessoas saberão que você é diabético.

Tente fazer os exercícios regularmente e de maneira freqüente, ou seja no mesmo horário (de 20 a 30 minutos) e todos os dias se possível.

Use calçados confortáveis que se adaptem bem aos seus pés e sejam apropriados para a atividade.

Sobre o Autor
Formada pela Faculdade de Medicina da UFRJ. Residência médica em Endocrinologia e Nutrologia no Hospital Universitário Clementino Fraga Filho da UFRJ, posteriormente concluindo o Mestrado e o Doutorado em Endocrinologia.

Artigos.com