Aprendendo a importância do azeite para as grávidas São Paulo, São Paulo

Apontado mundialmente como um grande aliado da saúde, o azeite extra virgem também é um importante nutriente para gestantes. Segundo o cardiologistas e nutrólogos, o consumo de azeite durante a gravidez é altamente recomendado. O azeite de oliva é um alimento rico em vitamina E e beta-caroteno, é muito importante para o desenvolvimento cerebral do feto e o sistema cognitivo da criança.

Roberto Stefanelli
(11) 2295-6244
Cantagalo 692 - Cj. 1012
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Moris Anger
Rua Ministro Godoy 445
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Henrique Coccaro Siqueira
(11) 3283-2446
Av Paulista 2001 - Cj 722723
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Luiz Carlos Manganello de Souza
(11) 3288-7168
Itapeva 500 - 1º And.
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Joao Tenorio Lins Filho
(11) 3666-7170
Avenida Pacaembu 746 - Proximo Metro Marechal
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Nelio Watanabe Aguilera
(11) 2589-3333
R. Barata Ribeiro 490 - Cj 105
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Silvio Frizzo Ognibene
55 11 30854784
AV. REBOUÇAS353 CJ. 61/62
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Luciana Leonel Pepino
(11) 3285-6412
Rua Itapeva 202 - Conj. 126 À 129
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Suzy Anne Tavares Vieira
(11) 3289-8908
Rua Peixoto Gomide 515 - Cj 151
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Julio Cezar Viola
Rua Capitao MOR ROQUE BARRETO - 47
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Aprendendo a importância do azeite para as grávidas

Publicidade Apontado mundialmente como um grande aliado da saúde, o azeite extra virgem também é um importante nutriente para gestantes. Segundo o cardiologista e nutrólogo do HCor - Hospital do Coração, em São Paulo, o consumo de azeite durante a gravidez é altamente recomendado. A ingestão auxilia no desenvolvimento do feto, na composição do tecido adiposo e na produção de prolactina (leite materno). Além disso, contribui para a digestão e ameniza a acidez gástrica, muito comum nas gestantes. Isto porque sua composição bioquímica protege o estômago da acidez e facilita o funcionamento da visícula biliar, além de promover a absorção de nutrientes como o cálcio - mineral indispensável para a maturação óssea.

O azeite de oliva é um alimento rico em vitamina E e beta-caroteno, é muito importante para o desenvolvimento cerebral do feto e o sistema cognitivo da criança e o consumo regular favorece o sistema ocular. Segundo Dr. Daniel Magnoni, cardiologista e nutrólogo do Hospital do Coração, as gestantes devem ingerir o azeite nas duas principais refeições diárias (almoço e jantar). "A mulher grávida têm necessidades maiores de ácidos graxos essenciais e o azeite de oliva possui grande quantidade desta substância. Durante a fase gestacional, não é indicado para as futuras mamães se privarem das gorduras, especialmente da monoinsaturada do azeite de oliva, pois são fundamentais para a absorção das vitaminas lipossolúveis (A, D, E e K) e para a formação de membranas e células nervosas", explica Dr. Magnoni.

Nos relatórios da OMS - Organização Mundial de Saúde -, o azeite de oliva é considerado a gordura que mais se assemelha ao leite materno, tanto pela composição quanto pela sua digestibilidade. Além de propiciar efeitos benéficos sobre os processos inflamatórios, tão importantes para a mulher durante a gravidez. "Outro benefício do azeite extra-virgem para as futuras mamães é o efeito laxante, que auxilia na melhora dos problemas de obstipação - que são freqüentes nas gestantes", afirma Dr. Magnoni.

Os benefícios do azeite de oliva: O azeite extra-virgem é reconhecido pelo FDA - Food and Drug Administration -, como um alimento com características funcionais que, pela presença de antioxidantes reduz os riscos do câncer bem como fortalece o sistema imunológico. Enquanto os outros óleos são produzidos a partir das sementes, o azeite é o único óleo extraído da fruta (azeitona), que possui gordura monoinsaturada, vitaminas e minerais, além de ser fonte de vitamina E além de vários compostos que são antioxidantes. Ao consumir o azeite de oliva estamos ingerindo 77% de gordura monoinsaturadas, 14% de saturadas e 9% de polinsaturadas, o que torna o óleo mais saudável em relação aos outros.

O azeite de oliva é rico em gorduras monoinsaturadas, que ajudam a elevar o HDL (colesterol "bom") e a reduzir o LDL (colesterol "ruim"). Cerca de 20% das calorias diárias consumidas por uma pessoa devem vir da gordura monoinsaturada, 10%, da poliinsaturada e até 7%, da saturada. No caso de diabetes, a substituição de gordura saturada pelo azeite melhora a resistência à insulina e conseqüentemente diminui a glicose do diabético.

Nota: É proibida a reprodução deste texto em qualquer veículo de comunicação sem a autorização expressa do autor. Só serão permitidas citações do texto desde que acompanhadas com a referência/crédito do autor.

Fonte: Target

Clique aqui para ler este artigo na Portal Nutrição