Aprendendo a exercitar-se corretamente São Paulo, São Paulo

A prática incorreta de exercícios é prejudicial à saúde. Todos os exercício físico precisa ser bem orientado. E muito importante seguir algumas recomendações antes de sair por aí fazendo exercícios por conta própria. Tudo sobre como fazer exercicios fisico aqui.

Multi-Labor Recursos Humanos
(11) 3254-1033
r Itapeva, 300, Bela Vista
São Paulo, São Paulo

Dados Divulgados por
Quality & Lunardi Assessoria em Recursos Humanos
(11) 3836-1257
r Albion, 62, Lapa
São Paulo, São Paulo

Dados Divulgados por
Paulo Roberto Pereira da Costa Consultores Assoc e Psicólogos
(11) 3168-6654
r Tabapuã, 100, An 11 Cj 111, Itaim Bibi
São Paulo, São Paulo

Dados Divulgados por
Standard & Poor's
(11) 3039-9700
av Faria Lima,Brig, 201, An 18, Pinheiros
São Paulo, São Paulo

Dados Divulgados por
Senso RH Terceirização de Serviços Ltda
(11) 3805-9123
r João Pereira, 277, Lapa
São Paulo, São Paulo

Dados Divulgados por
Kyron Strategic Training & Consultoria Ltda
(11) 5584-8573
r Campina da Taborda, 414, Planalto Paulista
São Paulo, São Paulo

Dados Divulgados por
Brasil J F R
(11) 3392-2948
r Bosque, 528, Barra Funda
São Paulo, São Paulo

Dados Divulgados por
Soton Consultoria
(11) 3105-5188
r Furtado,Cons, 188, An 6, Liberdade
São Paulo, São Paulo

Dados Divulgados por
Big Recursos Humanos
(11) 3833-0005
r Doze de Outubro, 670, Lapa
São Paulo, São Paulo

Dados Divulgados por
Garcez Recursos Humanos
(11) 3888-7789
av Antônio Joaquim de Moura Andrade, 245, Vl Nova Conceição
São Paulo, São Paulo

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Aprendendo a exercitar-se corretamente

A famosa frase “falta de tempo” está na memória de muitas pessoas.

Difícil ouvir isso, mas “falta de tempo” infelizmente é considerado como falta de métodos!!

Sem tempo para academias, muita gente prefere exercitar-se por conta própria. A prática incorreta de exercícios é prejudicial à saúde, já que não há o acompanhamento de um profissional capacitado e competente para tal função.

Na atualidade, cresce mais o número de praticantes de exercícios que treinam por conta própria nas academias ou em suas próprias residências. Isto é causado pela facilidade de acesso a algumas informações sobre treinamento adquiridas pela própria internet, revistas, vídeos ou pela vivência nas academias. Porém, ao treinar por conta própria estes indivíduos deixam de contar com o auxílio e o conhecimento dos professores de educação física e até colocam sua saúde, física e mental em risco.

Podemos considerar que o maior fator de risco num treinamento por conta própria são as lesões. As lesões podem ocorrer por gestos motores realizados incorretamente, onde as posturas incorretas colocam a coluna vertebral e as articulações em descompensação de cargas, riscos de lesões articulares e desvios posturais, levando o corpo a fadiga muscular e mental, causando muitas vezes excessos de treinamento, o conhecido overtraining.

É necessário o auxílio de um profissional de educação física nas atividades para evitar lesões, levando em consideração, à forma de execução dos exercícios, para que estes sejam realizadas corretamente sem colocar a estrutura corporal em risco e mantendo o aluno apto para o treinamento sem que este fique acometido de dores na coluna e nas articulações, assim como orientações também quanto à sobrecarga de treino, tempo de repetição e séries utilizadas em cada aula.

 A importância do profissional de Educação Física é extrema nesta área, pois ele é o único profissional habilitado e que tem conhecimento para ministrar a prática da atividade física e do esporte com segurança e coerência na busca dos objetivos procurados pelo praticante.

Sua função não será repassar exercícios a um aluno, ou verificar as lesões, as fraturas, os distúrbios hormonais e as mudanças no humor que devem preocupar os praticantes de atividades físicas, mas a necessidade de saber se há algum problema cardíaco, respiratório ou articular que, sem orientação, tornam a atividade física muito mais perigosa.

A facilidade do profissional em descrever um exercício é imensa, pois o profissional de educação física tem um conhecimento de áreas especificas para atuação no treinamento corporal, como anatomia humana, fisiologia geral, biomecânica, treinamento desportivo, musculação, ginástica geral, incluindo especial e corretiva, filosofia do exercício, psicologia, estrutura de ensino e outras que o ajudam a prescrever exercícios. 

Quando se prescreve um treinamento, deve-se levar em consideração uma serie de fatores, como divisão da rotina semanal de treino, tipo de série a ser utilizada, número e ordem dos exercícios, número de exercícios por grupamentos musculares, números de series e repetições, percentual de sobrecarga, intervalo entre as séries e os exercícios, velocidade de execução dos movimentos, entre outros. 

O profissional de educação física, também conta com conhecimento em relação à alimentação e suplementação, mesmo não sendo permitido a ele prescrever dietas e suplementos.

Mas através de conversas com o professor adquirimos muitas informações sobre o que é melhor utilizarmos em relação a suplementos e nossos objetivos, e em relação aos quais tipos de alimentos devemos consumir e os horários mais adequados para o consumo de cada um deles.

Exercícios físicos podem causar lesões, fraturas, distúrbios hormonais e mudanças no humor. Estes feitos, que são nocivos ao ser humano estão em qualquer atividade física sem orientação de um professor de educação física.

É importante saber que o aluno não orientado, pela ausência de conhecimento fisiológico e anatômico no exercício, pode levá-lo a exaustão, inclusive com risco de morte por carga excessiva no sistema cardíaco e respiratório.

O treino por conta própria não traz muitos benefícios, muito pelo contrário, uma vez que sem acompanhamento profissional adequado, podemos demorar a atingir nossas metas, sejam elas físicas ou mentais, além do risco de lesões, o que deixaria fora de uma atividade física ou até de momentos de prazer no cotidiano.

Procure sempre um profissional qualificado nas suas atividades físicas e boa sorte!!!!

Alexandre Vieira

Professor Especialista pela UNIFESP - Escola Paulista de Medicina em Bases Metodológicas e Fisiológicas do Treinamento Desportivo.
Graduado pela USP em Licenciatura em Educação Física (Aluno-especial - 1996) Graduado pela UNISA em Licenciatura e bacharelado em Educação Física (1998).
Experiência nas disciplinas de Ensino Superior: a) Metodologia de ensino I, II e III; b) Filosofia, Sociologia e História da Educação e da Educação Física; c) Didática de ensino e Prática de Ensino; d) Educação Física Adaptada (deficiência física, mental, auditiva e visual) e) Atividade Física para saúde (Cardiopatias, Obesidade, Diabetes( tipo I e II ), Distúrbios Respiratórios, Distúrbios Posturais, Distúrbios Ortopédicos, Gravidez, Aids, Câncer e Síndromes raras), e suas implicações em programas de exercícios físicos. f) Estágio Supervisionado g) T.C.C.
Docente na UNIBAN - Brasil.

Clique aqui para ler este artigo na Artigonal.Com