Analisando as propriedades nutritivas das cascas São Paulo, São Paulo

Saúde, nutrição, bem-estar, emagrecimento, metabolismo, endocrinologia, estética, dermatologia, como perder peso, como melhorar o metabolismo, perdendo peso, dietas eficientes, perdendo calorias, redução de peso, vitaminas, alimentação, alimentos funcionais, nutrologia

Academia Esportiva Aclimação Comercial Ltda
(11) 5084-7705
r Alcindo Guanabara, 30 Jardim da Gloria
São Paulo, São Paulo

Dados Divulgados por
Academia de Ginástica Quito
(11) 5612-5457
r Cajubura, 52
São Paulo, São Paulo

Dados Divulgados por
Academia Gaviões
(11) 2225-1330
r Euclides Pacheco, 1931 Tatuapé
São Paulo, São Paulo

Dados Divulgados por
Academia de Ginástica Pequetita Ltda
(11) 5072-4636
r Santa Generosa, 80 Indianápolis
São Paulo, São Paulo

Dados Divulgados por
Academia de Ginástica Sportin Saúde Sc Ltda Me
(11) 2671-5151
r Salvador Vale, 189 Vila Formosa
São Paulo, São Paulo

Dados Divulgados por
Academia de Ginástica Olímpica
(11) 3719-0299
av Rio Pequeno, 775, an 2 Rio Pequeno
São Paulo, São Paulo

Dados Divulgados por
Academia de Ginástica Corpo Ativo Ltda
(11) 3104-1964
r São Bento, 279
São Paulo, São Paulo

Dados Divulgados por
Academia de Ginástica e Estética Super Ativa S/C Ltda
(11) 5573-8001
r Gaspar Lourenço, 583, ap 3 Vila Mariana
São Paulo, São Paulo

Dados Divulgados por
Academia de Ginástica Korper Ltda
(11) 3742-4024
av Giovanni Gronchi, 3800, 3, E 4 Na Jardim Leonor
São Paulo, São Paulo

Dados Divulgados por
Academia de Ginástica Conduct Fitness Ltda Me
(11) 5521-8737
av Washington Luís, 946
São Paulo, São Paulo

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Analisando as propriedades nutritivas das cascas


É comum ouvir que o melhor prato é aquele cheio de cores, de alimentos pouco processados e de vegetais.
Mas quantas vezes você já escutou que as cascas e as folhas podem ser até mais nutritivas do que a própria polpa?
Não à toa, deveriam fazer parte do cardápio.


A casca da laranja, por exemplo, contém maiores quantidades de fibras, potássio e fósforo que a polpa.
A do pepino é rica em fibras, carotenoides, cálcio, potássio e fósforo. Mesmo assim, quantas vezes elas não foram parar na lata de lixo?


"Como no Brasil sempre houve fartura de terras e de espaço, não se pensa em aproveitar o alimento por completo. Porém, devemos mudar essa concepção", afirma a nutricionista Mônica Dalmácio, membro do Conselho Regional de Nutrição e chef do restaurante Balanceado, no Rio de Janeiro.


Um estudo feito pelo Instituto de Biociências da Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Botucatu em parceria com o Sesi-SP descobriu que as cascas, folhas e talos podem ser mais interessantes do que a polpa quando a questão é nutrição.
"Os vegetais e suas cascas são fontes de substâncias que protegem o organismo de doenças como câncer, diabetes e Alzheimer", comenta Maria Rosecler Miranda Rossetto, uma das pesquisadoras da Unesp.


Poderosas folhas


O brócolis surpreendeu nos testes.


Suas folhas são mais ricas que o talo em oito nutrientes, entre eles, os carotenoides, que aparecem em concentração cerca de 20 vezes maior.
"Estudos apontam que o consumo diário de alimentos ricos em carotenoides, pigmentos que dão cor aos alimentos, reduz a incidência de câncer de pulmão, próstata, pele e útero, melhora a imunidade e auxilia no retardo do envelhecimento, por reduzir a ação de radicais livres no organismo", diz Sheila Silva Castro, coordenadora da equipe de nutrição do Hospital e Maternidade Beneficência Portuguesa de Santo André.


Para quem costuma ser desconsiderada na culinária, nada mal, certo?
E nem precisa de muita criatividade para o consumo: elas podem ser cozidas junto ao vegetal.


Manga: outra aliada


Entre as cascas, quem vence em quantidade de carotenoides é a manga, com 30,36 gramas dessa substância, contra 17,3 gramas da polpa.
"A maior parte desse nutriente pode servir mesmo como antioxidante [no combate aos radicais livres].
Mas eles ainda têm outras funções, que incluem desenvolvimento embrionário e manutenção do paladar, da audição, do apetite e do crescimento", acrescenta a nutricionista Gabriela Oliveira, que trabalha em parceria com o Ganep Nutrição Humana.


Laranja para os ossos!


Sim, a casca da fruta é outra aliada para se ter ossos fortes e saudáveis.
Nela, a concentração de fósforo, mineral essencial para manter a saúde de ossos e dentes (junto ao cálcio) é abundante.
Além disso, a casca contém quantidade maior de carboidratos que a polpa, fundamentais para produzir energia para as tarefas do dia-a-dia.


Pepino para a pressão


Uma constante nas cascas é a presença do potássio. Na do pepino, a concentração é uma das maiores.
"Esse mineral participa do controle da pressão arterial, da contração muscular, do controle da quantidade de líquidos do corpo, da integridade das células, dos batimentos cardíacos, do funcionamento dos rins, além de evitar câimbras", afirma Sheila.
Para se ter ideia, 100 gramas de banana têm cerca de 0,45 gramas de potássio, enquanto a mesma quantidade de casca de pepino tem 7,21 gramas.
Não é de se jogar fora!


Fontes de vitamina C


A banana, além de controlar a hipertensão, fortalecer os músculos e minimizar os sintomas da TPM, possui vitamina C na casca, assim como o talo da beterraba.
"Entre outras funções, a substância fortalece o sistema imunológico, aumenta a resistência dos ossos e facilita a absorção do ferro pelo organismo. Sua deficiência pode causar anemia, depressão, sangramento das gengivas, hemorragia e escorbuto", orienta Sheila.


Apesar de ser encontrada em todas as frutas ácidas - como abacaxi, acerola, laranja, kiwi, caju, morango, e em folhas como rúcula e espinafre, a da casca da banana e do talo da beterraba têm um gostinho especial, pois não costumam ser aproveitadas.
Quem já provou bolos com cascas de banana pode confirmar o que estava perdendo!


Maçã e Cenoura: show de fibras


A casca desses vegetais é imprescindível para quem deseja o intestino funcionando como um relógio.
Elas contêm mais fibras do que a própria polpa: a casca da maçã chega a ter três vezes mais fibras que a polpa.
Esses nutrientes regulam o funcionamento intestinal, protegem contra doenças cardiovasculares, reduzem o risco para alguns tipos de câncer e ainda auxiliam na perda de peso.


Na rama da cenoura, encontra-se boas quantidades de cálcio, mineral responsável pela síntese de ossos e muito importante na contração muscular.
Essas folhinhas, muitas vezes deixadas de lado, tem dez vezes o cálcio presente na polpa do vegetal. Convencido de que vale pelo menos experimentar?


Fonte: Revista Vida Natural e Equilíbrio

Clique aqui para ler este artigo em Guia da Nutrição